A Associação Médica Brasileira tomou conhecimento há pouco que há movimentação no Congresso Nacional para colocar já na pauta de votação o requerimento de urgência 661/2021, que, em seu artigo 2, flexibiliza do Exame Revalida, enquanto perdurar o estado de calamidade pública reconhecido pelo Decreto Legislativo no 6, de 20 de março de 2020.

Imediatamente a AMB encaminhou carta a todas as lideranças partidárias na Câmara dos Deputados apontando os prejuízos da propositura ao Sistema Único de Saúde e aos brasileiros.

Também faz gestões para sensibilizar os senhores líderes a derrubarem a medida, já certamente que representa ainda mais insegurança aos pacientes e, neste momento, à luta contra a COVID-19.

É compreensão da Associação Médica Brasileira, assim como tantas outras de nossas instituições maiores do ponto de vista da representatividade e da Democracia, que o gravíssimo quadro requer responsabilidade sanitária, respeito à vida do cidadão e prioridade à qualidade da assistência.

São Paulo, 6 de abril, 2021

Fonte: AMB

Contribuindo para o fortalecimento da classe médica e dos serviços de saúde do Vale do Aço.

Seja um associado

Somos uma agência certificada parceira do Google.

Defesa Jurídica e Direito Preventivo para Médicos.

Por tras de cada máscara existe um coração defendendo a vida.

Leave A Comment

Postagens Relacionadas