No início do ano, o Banco Central (BC) anunciou o Pix, novo sistema de pagamentos instantâneos. Com a promessa de ser rápido, barato, moderno e acessível a toda a população, o lançamento do Pix teve enorme repercussão. E era de se esperar que uma das maiores inovações do setor bancário das últimas décadas gerasse dúvidas à altura da novidade.

Neste artigo, você encontra um guia sobre o Pix, as vantagens e porque você deve considerar utilizar essa forma de pagamento

O que é Pix?

Pix é o pagamento instantâneo brasileiro. O meio de pagamento criado pelo Banco Central (BC) em que os recursos são transferidos entre contas em poucos segundos, a qualquer hora ou dia. É prático, rápido e seguro. O Pix pode ser realizado a partir de uma conta corrente, conta poupança ou conta de pagamento pré-paga.

Por que fazer um Pix?

O Pix foi criado para ser um meio de pagamento bastante amplo. Qualquer pagamento ou transferência que hoje é feito usando diferentes meios (TED, cartão, boleto etc.), poderá ser feito com o Pix, simplesmente com o uso do aparelho celular.

Outra diferença é que o Pix não tem limite de horário, nem de dia da semana e os recursos são disponibilizados ao recebedor em poucos segundos. O Pix funciona 24 horas, 7 dias por semana, entre quaisquer bancos, de banco para fintech, de fintech para instituição de pagamento, entre outros.

As transações de pagamento por meio de boleto exigem a leitura de código de barras, enquanto o Pix pode fazer a leitura de um QR Code. A diferença é que, no Pix a liquidação é em tempo real, o pagador e o recebedor são notificados a respeito da conclusão da transação e o pagamento pode ser feito em qualquer dia e horário.

As transações de pagamento utilizando cartão de débito exigem uso de maquininhas ou instrumento similar. Com Pix, as transações podem ser iniciadas por meio do telefone celular, sem a necessidade de qualquer outro instrumento.

Método de identificação

Uma das grandes vantagens do Pix é a agilidade no pagamento. Em vez de pedir agência, conta e dados pessoais do recebedor, basta pedir a Chave Pix, que é a identificação de preferência.

Exemplo: o recebedor cadastrou previamente seu número de telefone celular para receber o crédito em determinada conta. Então, em vez de informar manualmente todos os dados, inclui apenas o número do telefone celular. Ao fazer um Pix, o sistema identifica as informações da conta do credor a partir dessa chave.

Como usar o Pix na clínica médica?

Basta escolher um ou mais tipos de chave Pix para usar. QR Code (estático ou dinâmico), uma chave aleatória, CNPJ, email, ou número de telefone podem ser usados. O proprietário da clínica ou sócio não pode cadastrar o seu CPF como chave Pix, apenas o CNPJ da instituição. A conta bancária pessoal do médico responsável pela clínica, por exemplo, também não pode ter o CNPJ da clínica como chave Pix.

Para receber pagamentos, então, basta você fornecer a sua chave Pix ao pagador, solicitar que digite o valor correto para a transferência. Na sequência, a pessoa finaliza o processo no aplicativo do banco.

Controle do fluxo de caixa nas clínicas

Controlar o fluxo de caixa é fundamental para qualquer clínica médica ou consultório. Então, com a movimentação de recursos em tempo real fica mais simples acompanhar as transações. Por meio de um extrato online, analise diariamente todo o dinheiro recebido e gasto.

Em menos de 10 segundos após feita a operação, o dinheiro é creditado na conta bancária, o que facilita a gestão do fluxo de caixa. Por isso, o Pix torna-se mais fácil de usar, do que a própria máquina de cartão, por exemplo. Pagamento de impostos, salários, benefícios, fornecedores também podem ser feitos por esse recurso.

Quais os benefícios do Pix na clínica médica?

Ao utilizar o Pix na conta bancária da sua clínica médica, você terá uma opção mais rápida e prática para receber e efetuar pagamentos. Além disso, existem bancos e fintechs que não cobram ou cobram de forma reduzida tarifas para este serviço.

O sistema também é bastante seguro. O Banco Central é o responsável por implementar em conjunto com os bancos, além de fiscalizar as regras de uso e funcionamento.

Qual a importância de usar o Pix em clínicas?
Saber como usar o Pix para realizar pagamentos e transações já é uma necessidade exigida no mercado. Logo, é indispensável que os gestores de clínicas e consultórios utilizem essa maneira de fazer negócios. Oferecer diversidade e facilidades de pagamentos para os clientes é um modo de fidelizar e de agregar mais credibilidade ao consultório.

Autor

Júnior Damasceno
Empreendedor Martech, formado em Administração de Empresas

Especialista em Gestão Estratégica de Marketing pela Unileste-MG

Diretor de negócios da App Marketing e da Prospecta Leste.

Contribuindo para o fortalecimento da classe médica e dos serviços de saúde do Vale do Aço.

Seja um associado

Somos uma agência certificada parceira do Google.

Defesa Jurídica e Direito Preventivo para Médicos.

Por tras de cada máscara existe um coração defendendo a vida.

Leave A Comment

Postagens Relacionadas